SBH apoiará projeto de microeliminação do vírus da Hepatite C (HCV) nos serviços de hemodiálise

Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) e a Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH) foram convidadas pelo Ministério da Saúde (MS) a darem seu apoio institucional e científico à iniciativa do governo federal direcionada a microeliminação do vírus da Hepatite C (HCV) nos serviços de hemodiálise em nosso país. A intenção do MS é de oferecer este  tratamento (por meio de medicação pangenotípica)  a todos os pacientes atendidos nas unidades de diálise de nosso país.

A SBH e a SBN estão desenvolvendo um projeto para diagnóstico e tratamento dos pacientes nas unidades de diálise que prevê capacitação do nefrologista para diagnóstico e tratamento dos pacientes com hepatite C com fibrose leve a moderada nas unidades de diálise sob supervisão da SBH com encaminhamento para o hepatologista apenas os casos de fibrose avançada e cirrose.

“Estamos aguardando contrapartida do MS em relação ao financiamento de carga viral e exames de AST e plaquetas para estadiamento não invasivo de fibrose pelo APRI.”, ressalta Dr. Paulo Bittencourt, presidente da SBH.

As informações são  de que a dispensação das medicações ocorrerá de forma descentralizada e que não haverá mudança no custeio do descarte do capilar para pacientes anti-VHC mesmo após cura virológica após tratamento antiviral.

“É importante que os colegas nefrologistas comecem a identificar em seus centros de diálise os potenciais pacientes que possam ser tratados com o intuito de estabelecermos com o MS a logística necessária para o diagnóstico e tratamento pertinentes a cada unidade de diálise.”, ressalta Dr. Paulo.

Todo processo junto ao Ministério da Saúde será acompanhado e as informações e apoio aos  associados serão disponibilizados por meio de nosso site. A previsão é iniciar o projeto em meados de 2020.

 

Você também pode gostar